sábado, fevereiro 05, 2011

Bate-papo com Vivian Whiteman

A brilhante editora de moda da Folha de S. Paulo (Última Moda) esteve no bate-papo Uol da última quinta-feira, dia 3, e falou um pouco de tudo, de marcas bacanas a tendências que estarão no quarta-roupa dos fashionistas na próxima estação.

O blog aproveitou a oportunidade e fez algumas perguntinhas para a Vivi, veja só:

1-O que você achou da cobertura do fashion week? Você acha que se faz crítica de moda no Brasil?
Olha só, no meu trabalho eu faço crítica de moda, ou seja, procuro ler as imagens que vejo na passarela usando referências de cultura, de política, enfim, do nosso tempo. Mas é fato que existem mais análises técnicas e comentários soltos do que críticas estruturadas.

2-Lá fora os desfiles são cheio de celebridades... passarela e platéia... vide o último feminino de Tom Ford, que tinha até Beyonce desfilando... O que você acha das críticas à Colcci por conta disso. Não acha que é um pouco pegação no pé? Acho obrigação do jornalista que está lá cobrindo falar da roupa e muitos se prendem ao entorno... By the way, achei que a Colcci melhorou muito e você, que pensa?
Você tem razão. Os atrasos foram muito chatos mesmo, mas o fato de ter celebridade na passarela não é um problema. Os famosos estão intimamente ligados à indústria da moda e o espetáculo é o motivo de uma grife ultracomercial como a Colcci estar na SPFW. Também achei a coleção mais simpática! E tomara que na próxima edição a Colcci traga um super gato do rock! Hahahaha...

3-Vi muitas peças copiadas de coleções internacionais, você acha que deveria haver uma "curadoria" da Luminosidade (a empresa que organiza o SPFW) para que isso não aconteça já que atrapalha criação de uma imagem de moda Made in Brazil?
Hoje a questão da cópia é cada vez mais complicada. Tudo ou quase tudo já foi feito ao longo das décadas. Eu acho que as grifes deveriam investir em revisões do passado com olhares extremamente modernos, quebrar paradigmas. Acho q não cabe à Luminosidade controlar isso.

4-O que você acha do João Pimenta? Adoro as roupas dele, mas não acho que são roupas, tão mais para figurino... Dificilmente você consegue pegar uma peça da passarela e levar para a vida real. Como uma marca como essa pode virar negócio de sucesso?
Já vi muuuuuuuuita gente vestindo João, até porque ele tem uma coleção de loja mais comercial. E tem gente que usa mesmo as peças conceituais! Acho que o João tem uma grife de ateliê, ele já me disse em entrevista que não pretende ter um suuper negócio gigante. É um criador intimista. ;)

5-Qual estilista brasileiro causaria frisson mundial com uma coleção para H&M???
Dudu e Rita, da Neon. Ou Carô e Pity, da Amapô. Cor, energia e muita lokura loka.
Ou Carlos Miele!

* Veja o bate-papo completo aqui. Lição de moda!
** Foto acima, entrada final do desfile da Amapô.

***
"The brilliant fashion editor of Folha de S. Paulo spoke was in the chat Uol last Thursday, three days, and talked a little bit of everything from the coolest brands trends that will be on Wednesday clothing fashionistas.
The blog took the opportunity and made few questions for Vivi, get this:
1-What did you think coverage of fashion week? You think it is critical fashion in Brazil?
Look, I do my work in fashion critic, or try to read the images you see on the catwalk using references to culture, politics, finally, of our time. But the fact is that there are more technical analysis and commentary than criticism loose structured.
2-Outside the shows are full of celebrities ... catwalk and audience ... See the latest women's Tom Ford, who was parading up to Beyonce ... What do you think of the criticism of Colcci because of that. Is not that a little lime in the foot? I think that the journalist's obligation is there speaking covering clothing and many relate to the environment ... By the way, I thought the Colcci improved a lot and you think that?
You're right. The delays were very boring even, but the fact of celebrity on the catwalk is not a problem. The famous are closely linked to the fashion industry and the show is why a brand like ultracomercial Colcci SPFW be on. Also I found the nicest collection! And hopefully in the next edition Colcci bring a super cat rock! Hahahaha ...
3-I saw many parts copied from international collections, you think there should be a "curator" of brightness (the company that organizes the SPFW) for that not to happen because it hinders the creation of a fashion image Made in Brazil?
Today the issue of copying is becoming more complicated. All or almost all been done over the decades. I think brands should invest in revisions of the past and looks very modern, break paradigms. Guess it is not for brightness control that.
4-What do you think of João Pimenta? I love his clothes, but do not think clothes are, so much more to costume ... You can hardly pick up a piece of the catwalk and bring it to real life. As a brand like this can become a successful business?
I've seen people wearing loooooong John, because he has a collection of more commercial premises. And some people even use the concept pieces! I think John has a fashion studio, he told me in an interview that no one wants to have suuper business giant. It is an intimate creator. ;)
5-What would cause a stir worldwide Brazilian designer with a collection for H&M??
Dudu and Rita, from Neon. Pity or expensive and, from Amapô. Color, energy and lots lokura loka.
Or Carlos Miele!
See the full chat here. Lesson of fashion! (Translated by Google)"

Nenhum comentário:

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin